Por unanimidade, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo aprovou o envio à Assembleia Legislativa de dois anteprojetos para criação de novos cartórios nas Comarcas de Hortolândia e Campinas (Distritos de Ouro Verde e Campo Grande).

Atualmente, Hortolândia não possui unidade extrajudicial, e quem precisa dos serviços tem que se deslocar ao município de Sumaré. Segundo o corregedor-geral da Justiça, desembargador Ricardo Anafe, após o pedido de instalação do cartório, foi feito um levantamento que constatou que Hortolândia é responsável por 40% da movimentação extrajudicial de Sumaré, “razão pela qual a Corregedoria sugeriu a criação da unidade”.

Com relação a Campinas, os estudos para implantação dos cartórios iniciaram na gestão anterior da Corregedoria. Segundo Anafe, Ouro Verde e Campo Grande são os dois maiores distritos populacionais do país. “Ou seja: reclama de fato a expansão das unidades extrajudiciais”, afirmou o desembargador.

O deputado estadual Rafa Zimbaldi acompanhou a sessão do Órgão Especial e afirmou que, assim que as propostas começarem a tramitar na Alesp, vai garantir que sejam analisadas com o máximo de celeridade. “Não tenho dúvida da aprovação”, afirmou o parlamentar.